Correções cicatriciais

A cicatrização é uma função complexa do organismo e se desenvolve através de uma combinação de fatores endógenos ( locais e sistêmicos ) e exógenos ( do ambiente ). É de fundamental importância que o cirurgião plástico com seus conhecimentos sobre a cicatrização, oriente o paciente sobre o melhor tratamento para correção das mesmas. Há alguns fatores que influenciam na cicatrização como:

(i) Causa e gravidade do trauma

(ii) Forma e localização da lesão

(iii) Presença de corpos estranhos e ou/infecciosos

(iv) Deficiências nutricionais

(v) Idade avançada

(vi) Doenças crônicas associadas

(vii) Tabagismo

(viii)Fatores hereditários

 

Para realizar a correção das cicatrizes devemos levar em consideração os fatores já citados, e as características das cicatrizes. Ela pode ser feita de maneira clínica ou cirúrgica.

Correção clínica das cicatrizes:

(i) corticoterapia: tratamento local com corticóides

(ii) irradiação:betaterapia cuja indicação principal são os quelóides

(iii) compressão: malhas elásticas e massagens

(iv) silicone: pomadas ou placas

(v) outros: hidroquinona, antioxidantes, vitaminas C e E

Correção cirúrgica das cicatrizes:

(i) Retirada da lesão com sutura das bordas da ferida

(ii) Retirada de forma parcial, em vários etapas, em casos de cicatrizes extensas.

(iii) Dermoabrasão:consiste na esfoliação operatória da epiderme e derme superficial com o emprego de lixas cirúrgicas apropriadas

(iv) Enxertos de pele

(v) Plasticas em Z ou W

(vi) Emprego de expansores teciduais

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *